Imagem Ilustrativa

A Justiça Eleitoral, por meio da 64ª Zona Eleitoral, convoca os eleitores de Guanambi e Candiba para a realização do recadastramento biométrico obrigatório, que deverá ser concluído até o dia 31 de janeiro de 2018. O procedimento é dividido em cinco etapas: coleta das digitais de todos os dedos das mãos, registro fotográfico, assinatura digital, revisão dos dados cadastrais e reimpressão de novo título.

Juiz Eleitoral Drº João Batista

Na manhã desta terça-feira (21) o Exmo. Juiz Eleitoral Dr. João Batista, concedeu uma entrevista ao programa 96 notícias com Rony Martins, onde abordou assuntos de extrema relevância a sociedade tão como a importância do recadastramento biométrico. De acordo com as estatísticas, na zona eleitoral de Guanambi existe aproximadamente 73.704 eleitores, sendo total da sede e zona rural, porém apenas 53.000 (Cinquenta e três mil) compareceram ao fórum eleitoral para regularizar a situação cadastral do título de eleitor (Biometria), ou seja, apenas 71% do total de eleitores fizeram o recadastramento biométrico, em torno de 20.000 (Vinte mil) pessoas ainda não recadastraram.

Já no município de Candiba-BA, em média 81.5% dos eleitores fizeram o recadastramento o que significa que a meta do TER-BA foi alcançada neste município. É importante saber que os cidadãos que não realizarem o processo de regularização, poderão sofrer consequências tais como:

* Não poderão se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles.

*Não receberão vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição.

*Não obterão passaporte ou carteira de identidade.

*Não renovarão matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.

*Não obterão certidão de quitação eleitoral, conforme disciplina a Res.-TSE nº 21.823/2004.

*Não praticarão qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

*Não obterão qualquer documento nas repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

*Não obterão empréstimos nem celebrar contratos com o Poder Público.

*Não participarão de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias.

Os eleitores que possuem débitos com a Justiça Eleitoral deverão, antes de comparecer ao cartório, emitir boleto para pagamento de multa (Guias de Recolhimento da União). A emissão é feita por meio do site: http://www.tre-ba.jus.br/eleitor/debitos-do-eleitor/debitos-do-eleitor. Para ter acesso, basta clicar no banner: “consulta de débitos e impressão de GRU” ou, através do menu principal, seguir o caminho: Eleitor > Débitos do Eleitor.

Após a impressão do boleto e o pagamento da pendência em banco indicado, o eleitor deverá, no momento do atendimento em cartório eleitoral, apresentar comprovante de pagamento. A comprovação da quitação eleitoral é imprescindível para a realização do recadastramento biométrico.

O recadastramento biométrico deve ser realizado no Fórum Eleitoral de Guanambi, de segunda a sexta-feira, 7h às 18h ou no posto da Justiça Eleitoral no SAC, das 7h às 13h, ambos localizados na Avenida Presidente Castelo Branco, S/N, Aeroporto Velho. Informações podem ser obtidas por meio do número (77) 3451- 3986.

 

Da Redação:Rafa Nunes

Fonte: TRE – BA