Brasil: Greve de caminhoneiros chega ao 7º dia, alguns postos de combustíveis na Bahia já estão sendo reabastecidos

0
8507
Foto: Folha-Uol

Pelo sétimo dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações pelo país. Os atos deste domingo (27) dão continuidade à mobilização contra a disparada do preço do diesel, que faz parte da política de preços da Petrobras em vigor desde julho de 2017.

 

 

O gabinete do governo que monitora a crise já está em reunião, em Brasília, sem a presença do presidente Michel Temer. Está prevista uma segunda reunião, às 17h, também na capital federal.

Em ao menos sete estados sendo eles: São Paulo, Paraná, Bahia, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia, há relatos de postos que foram reabastecidos. Em diversas cidades, motoristas tiveram de esperar em filas de veículos para colocar combustível.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse na noite deste sábado que vai levar para o presidente Michel Temer novas propostas para tentar encerrar o movimento dos caminhoneiros.

Marun se reuniu no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, com o governador Márcio França (PSB) e lideranças do movimento dos caminhoneiros de São Paulo.

Entre as propostas que serão levadas para Brasília, Marun destacou:

* Garantia de que o desconto de 10% no valor do diesel vai chegar na bomba de forma efetiva;

* Possibilidade de que a manutenção do preço seja ampliada de 30 para 60 dias;

* E o fim da suspensão da cobrança de tarifa de pedágio para eixo elevado dos caminhões para todo o país. Este último ponto já foi acertado pelo governo de São Paulo com os caminhoneiros.

Com isso, depois de quase uma semana de bloqueio, os caminhoneiros começaram a deixar o local, o que começou por volta das 19h. Alguns caminhões ainda permanecem no acostamento.

Neste sábado, as empresas de distribuição de combustível, por meio da Plural, associação que representa o setor, cobraram uma ação das forças de segurança para liberar as rodovias.

A entidade informou ter planejamento e estoque de produtos para abastecimento imediato em todo o território nacional. “Contudo, em muitos locais não há um ambiente seguro o suficiente para que seja colocado em prática esse planejamento.”

São eles: Aracaju (SE), Brasília (DF), Campina Grande (PB), Carajás (PA), Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Ilhéus (BA), Juazeiro do Norte (CE), Maceió (AL), Palmas (TO), Recife (PE), São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Vitória (ES).

Ao menos cinco postos de Salvador receberam gasolina e amanheceram com filas gigantes neste domingo. Apesar da chegada da gasolina, os postos não têm etanol, nem diesel. Os donos dos estabelecimentos não têm previsão de quanto a gasolina pode durar, porque isso depende da demanda. Eles também não têm detalhes de quando receberão a próxima carga, que desta vez foi escoltada pela polícia.

 

Por: G1 

Da Redação: Rafa Nunes