É macabro o que três homens fizeram com a cantora Loalwa Braz (64) queimando-a viva na madrugada desta quinta-feira (19) na cidade de Saquarema no estado do Rio de Janeiro. Os indivíduos Wallace (23) e Gabriel (21) confessaram o crime e para espanto dos policiais e delegado do caso eles não demonstraram arrependimento e cantaram a música de maior sucesso da cantora em ironia à morte da mesma no trecho que diz: “chorando se foi…”.

Um dos acusados pelo assassinato, Wallace, trabalhou por cerca de 15 dias na pousada que pertencia a cantora e uniu-se a outros comparsas para assaltarem a mesma. Segundo a polícia eles primeiro espancaram a mulher que gritou muito e na sequência, com ela ainda viva, atearam fogo na pousada e no veículo da mesma em que ela permanecia no interior deste.

Os bandidos levaram dinheiro, joias, pertences e até um disco de ouro que Loalwa ganhou com a respectiva música “Chorando se foi…” quando cantava no grupo de lambada Kaoma. O corpo ficou completamente carbonizado e a família não informou quando e onde seria realizado o sepultamento dos restos mortais. Na manhã desta sexta-feira (20) um terceiro acusado foi detido pela polícia, porém, sua identidade não foi revelada ainda.