O presidente da Câmara de Vereadores do município de Carinhanha, sudoeste, – Adirlan Soares – Pi do Luana (PP) acabou sendo vaiado na última segunda-feira (19) durante a sessão do legislativo. Em plena crise financeira enfrentada pelo país, inclusive refletindo muito no município que perdeu mais de R$ 1 milhão em repasses e sofre com a estiagem prolongada o presidente não teve receio de levar ao plenário o projeto de lei que aumentava o salário dos vereadores em 65%.

O respectivo aumento elevaria o salário atual de R$ 4.600,00 para R$ 7.596,60. Diante do absurdo diversos moradores e líderes comunitários estiveram presentes para manifestarem contra. “Isso é o cúmulo do absurdo (…) como um cara consegue ter coragem de trazer à Câmara um projeto que onera ainda mais nossos gastos?” afirmou um professor presente. As vaias seguiram durante a sessão, sendo, deste modo, substituídas pelos aplausos quando a maioria dos vereadores – que são candidatos à reeleição – votaram pela retirada do projeto de pauta.

Diante da péssima imagem repassada às pessoas o presidente tentou desconversar e acabou no desespero dizendo que os vereadores contrários deveriam baixar para um salário mínimo então os seus respectivos salários. Mas a votação e discussão ficou mesmo engavetada e o presidente encerrou a sessão sob vaias e protestos dos populares.