A vantagem conquistada no Mineirão pesou a favor do Cruzeiro nessa quarta-feira, dentro da Arena Corinthians. O time mineiro soube suportar uma tentativa alucinada dos alvinegros em busca da virada e, com um contra-ataque fatal, garantiu o hexa da Copa do Brasil (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018) com um novo triunfo sobre os corintianos, dessa vez por 2 a 1.

O árbitro de vídeo acabou sendo protagonista na finalíssima ao auxiliar a arbitragem na hora de confirmar o pênalti que originou o gol de empate dos paulistas, mas foi ainda mais determinante ao anular o gol da virada do Corinthians pouco antes do segundo gol cruzeirense. O resultado evita o tetra da equipe do Parque São Jorge e deixa a Raposa isolada como maior vencedora da competição nacional por mata-mata, deixando o Grêmio para trás.

O  time celeste começou a partida atrás, tentando um contra-ataque para matar a partida. Aos 28 minutos, o atacante Barcos aproveitou falha da zaga corintiana e acertou a trave de Cássio. No rebote, Robinho mandou a bola para o fundo das redes e abriu o placar para a Raposa.

Precisando da virada, o Corinthians partiu para cima no segundo tempo. Aos 10 minutos da segunda etapa, em um lance muito polêmico, o árbitro Wagner Nascimento dos Santos marcou pênalti de Thiago Neves em Ralf com ajuda do VAR. Jadson foi para cobrança e não deu chance para Fábio, igualando o marcador.

Minutos depois, novamente o VAR entrou em ação. Desta vez, o jovem Pedrinho marcou um golaço, mas a arbitragem assinalou falta de Jadson em Dedé no início da jogada e manteve o placar em 1 a 1.

A Raposa ainda aproveitou a ida do Corinthians para cima e encaixou um contra-ataque fatal. O meia De Arrascaeta, que chegou nesta quarta-feira (17 de outubro).

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 2 CRUZEIRO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 17 de outubro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Bruno Boschilia (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Ralf, Gabriel, Emerson Sheik, Fagner, Jadson e Clayson (COR); Rafinha, Thiago Neves, Robinho (CRU)
GOLS:
Corinthians: Jadson, de pênalti, aos nove minutos do segundo tempo
Cruzeiro: Robinho, aos 29 minutos do primeiro, e De Arrascaeta, aos 37 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Gabriel (Mateus Vital) e Jadson; Romero, Emerson Sheik (Clayson) e Jonathas (Pedrinho)
Técnico: Jair Ventura

CRUZEIRO: Fábio, Edílson, Léo, Dedé e Lucas Romero; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Lucas Silva) e Rafinha (Arrascaeta) ; Barcos (Raniel)
Técnico: Mano Menezes

Por Léo Dourado / reprodução