Eleições 2018 | Charles Fernandes contesta e declara que decisão do TRE não é definitiva e não impede a sua candidatura

0
7603

O Tribunal Regional Eleitoral declarou na tarde desta quarta-feira (19), inelegível o candidato à vaga no Legislativo da Câmara dos Deputados: Charles Fernandes do (PSD), o ex-prefeito de Guanambi foi condenado em primeira instância, pelo Juiz Eleitoral Dr. João Batista Pereira Pinto, que na decisão inicial estabeleceu uma multa em 50 mil UFIRs (Unidade Fiscal de Referência), que tornaria Charles Fernandes inelegível pelo período de oito anos; essa ação foi protocolada pela chapa derrotada nas últimas eleições de Guanambi e de acordo com a denúncia, Charles Fernandes é acusado de cometer abuso de poder político e de autoridade no pleito de 02 de outubro de 2016, onde possivelmente teria favorecido o atual prefeito Jairo Magalhães e o vice Hugo Costa; na pauta da denúncia, houve inclusive um pedido de cassação do referido atual Prefeito e do Vice, porém, a petição foi rejeitada.

Charles Fernandes poderá continuar em campanha enquanto recorre da decisão e de acordo com a assessória de comunicação do Ex-Prefeito, a decisão cabe recurso e não impede que Charles continue a sua campanha a deputado federal. A defesa vai aguardar a publicação do acórdão e interpor os recursos cabíveis, inicialmente, para retificar diversos pontos contraditórios dos votos dos juízes que não correspondem aos dados apresentados no processo.

Segundo Charles, as situações que a justiça eleitoral está analisando, o mesmo já foi vencedor na justiça comum e no Tribunal de Contas, sobre essas mesmas contratações de servidores que existem na prefeitura, antes mesmo do mesmo se tornar prefeito.

“Esta decisão, que não é definitiva, não nos abate, ao contrário, nos fortalece ainda mais para continuar com o nosso projeto de um mandato popular, infelizmente, tem aqueles que ainda não aceitaram a voz das urnas e seguem perseguindo a vontade do povo; na minha gestão tive todas as minhas contas aprovadas pelo TCM e por unanimidade pela Câmara Municipal, mesmo com a perseguição implacável dos meus adversários, vamos intensificar a nossa campanha, pois acreditamos na justiça”, disse Charles.

Segundo a sua assessoria jurídica, “Existem diversas jurisprudências e casos semelhantes ao de Charles e foram deferidos posteriormente pelo TRE, como o de Luiz Caetano, ex-prefeito de Camaçari e Luizinho Sobral, ex-prefeito de Irecê”.

Segundo Charles, “O volume de sua campanha e a força dos apoios que vem recebendo, acabou inflamando ainda mais o grupo que apoia Michel Temer em Guanambi e perseguem Lula e o nosso governador Rui Costa, é o mesmo que não aceitou o recado soberano das urnas”.

“Charles recebeu centenas de mensagens de apoio das inúmeras lideranças que o apoiam em mais de 50 municípios, que reafirmam a motivação de trabalhar ainda mais pelo seu projeto vitorioso”, acrescentou a assessoria de comunicação.

 

Da Redação | Rafa Nunes