Entenda como acessar a aposentadoria integral do INSS em 2019

Todos que completarem a soma 85/95, com combinação da idade e tempo de contribuição antes do início da regra progressiva não precisará continuar trabalhando para garantir o benefício integral.

0
969

Redação 96FM

O trabalhador que aposentar com as vantagens da fórmula 85/95, garante o benefício integral. A situação muda a partir do dia 31 de dezembro, que passará a vigor a regra 86/96, conforme previsto por lei sancionada em 2015, o que tornará mais difícil o acesso ao benefício integral.

De acordo com o G1, pela regra atual, fórmula 85/95, com a soma de idade e o tempo de contribuição, a mulher deve ter de pelo menos 85 anos e no caso dos homens, de 95 anos, para que o trabalhador ou trabalhadora tenha direito a aposentadoria com o benefício integral.

Todos que completarem a soma 85/95, com combinação da idade e tempo de contribuição antes do início da regra progressiva não precisará continuar trabalhando para garantir o benefício integral. Nessa situação o segurado é protegido pela legislação. Se completou as condições previstas em regra,  passa a ter direito a ela, mesmo que haja qualquer mudança depois.

A regra 85/95 foi aprovada com uma tabela regressiva. A partir de 2019, subirá um ponto a c ada dois anos. A mudança seguinte será em 31 de dezembro de 2020. Veja tabela abaixo:

Período de aposentadoria Pontuação exigida para mulheres Pontuação exigida para homens
Até 30/12/2018 85 95
De 31/12/2018 até 30/12/2020 86 96
De 31/12/2020 até 30/12/2022 87 97
De 31/12/2022 até 30/12/2024 88 98
De 31/12/2024 até 31/12/2026 89 99
De 31/12/2026 em diante 90 100