Neste domingo (18) a atriz global Camila Pitanga contou ao Fantástico como ocorreu o afogamento do colega de trabalho Domingos Montagner na última quinta-feira (15) nas águas do Rio São Francisco na Cidade de Canindé de São Francisco em Sergipe e que ela testemunhou. Bastante abatida a atriz não escondia a comoção e contou com detalhes como tudo ocorreu naquele fatídico início de tarde.

Embargando a voz Camila Pitanga começou dizendo: “A gente ia para outro lugar, mas viu que tinha esse espaço. Tinha dois quiosques e a gente achou que era mais simples ficar ali. A água estava parada, tinha umas pedras. Domingos olhou e disse ‘aqui está lindo, está ótimo'”. Em seguida a esta declaração a atriz disse que logo que ambos entraram na água sentiu uma correnteza perene e suave, mas devido ao medo de se machucarem nas pedras ambos buscaram sair da água.

Neste momento a atriz afirma que por mais que parecesse estar suave a correnteza eles não tinham forças para nadar e sair dali onde estavam. Ela afirmou que nadava e não saiam do lugar (…) ao perceber que não venceria a correnteza Camila afirmou que viu umas pedras e chamou o colega para tentarem chegar até elas. Neste momento ela embargou a voz na entrevista e afirmou que tentou puxá-lo pelo antebraço, mas ele estava estagnado e não se movia, não relutava, parecia que estava paralisado. Ela afirmou que achou muito estranho tudo aquilo.

A atriz afirmou que Domingos Montagner neste momento falou com ela que não conseguia sair do lugar e sequer nadava. O motivo para ele permanecer parado e não conseguir sair o mesmo não falou. Camila afirmou: “Ele dizia: ‘eu não estou conseguindo’ e engoliu água e submergiu. Foram duas vezes. Quando ele submergiu, eu entendi o problema que a gente estava vivendo. Eu entendi que eu não podia ir lá, que tinha alguma coisa maior, que eu não sabia o que era. Que não era apenas ele assustado”.

A entrevista causou grande comoção no país e diversas pessoas passaram a postar comentários nas redes sociais. O ator que morreu aos 54 anos era muito querido entre colegas e amigos de profissão. A família não se conforma com a perda, mas entende que Domingos, realmente, evitou puxar a amiga Camila.