Falha em novo sistema de RH do estado interfere em pagamento de servidores

0
1003

Redação 96 FM 

Professores da rede estadual de educação reclamam do novo sistema de recursos humanos adotado pelo Executivo da Bahia e implantado em janeiro deste ano e atribuem ao recurso problemas nos vencimentos da categoria, inclusive dos aprovados no concurso público mais recente. Em nota ao Bahia Notícias, a Secretaria de Administração do Estado (Saeb) admitiu falhas no software.

O advogado Diego Benevides, que acompanha 10 profissionais, relatou que os docentes “estão sem receber salário por mais de três meses, outros recebendo R$ 200 mil e tendo que devolver ao Estado”. Procurada pelo advogado, a SEC teria atribuído o problema da folha de pagamento ao sistema RH Bahia. Segundo Benevides, a pasta assegurou que o problema será resolvido na próxima segunda-feira (15).

“Isso tem impacto no Planserv, impacto nas escolas. Existem diversos professores que não foram enquadrados em outras escolas e não estão recebendo salário e os benefícios. O sistema RH Bahia desorganizou as situações dos professores. O sistema não funciona”, afirmou o advogado.

Em nota, a Saeb pediu “a compreensão dos servidores pelos transtornos gerados e esclarece que ajustes são naturais na implantação de qualquer sistema informatizado”.

“Em razão da complexidade e das dimensões do projeto (trata-se da maior iniciativa de implantação do módulo de Recursos Humanos do SAP na América Latina), foram registradas nos últimos meses inconsistências nas folhas de pagamento. Folhas complementares foram geradas com o objetivo de sanear as pendências, com recursos liberados aos trabalhadores. No mês de março, estas falhas atingiram aproximadamente 1,06% do total de servidores do Estado e representaram apenas 0,06% do montante financeiro da folha regular – o que demonstra uma tendência de queda no número de ocorrências”, explicou a secretaria através de nota.

A Saeb esclareceu ainda que “o RH Bahia é um projeto de modernização da gestão de Recursos Humanos do Estado por meio do SAP, um software de padrão internacional”. “Em janeiro de 2019, o sistema – que já vinha sendo adotado nas empresas públicas – entrou em operação em 53 órgãos, autarquias e fundações do Estado”, diz um trecho do comunicado.

Informações Bahia Notícias.