O Governo Federal resolveu fechar 2016 com medidas populares para a classe média e trabalhadora. Incontestavelmente, medidas que possuem como maior meta aumentar a popularidade do presidente Michel Temer e evitar protestos que possam vislumbrar sua renúncia. As medidas anunciadas são as seguintes: redução de juros de cartão de crédito, prorrogação do programa de proteção ao emprego e a mais popular – saque de contas inativas do FGTS.

Esta última medida permitirá que trabalhadores que possuam contas inativas até 31 de dezembro de 2015 possam realizar o saque integral dos valores. O anúncio feito nesta quinta-feira (22) fez com que muitas pessoas buscassem imediatamente pesquisar na internet e nas próprias agências bancárias maiores informações. Todavia, para evitar tumultos estes valores estarão disponíveis apenas a partir de Fevereiro de 2017 e organizados em um calendário que se baseará na data de aniversário de cada cliente.

O governo estima injetar mais de R$ 30 bilhões na economia através da medida que visa, entre outras coisas, permitir a maioria dos brasileiros saírem da inadimplência.