Força Tarefa: Polícia Civil da Bahia e São Paulo prendem homens envolvidos na morte do Delegado Marco Torres, um bandido tombou morto ao resistir a prisão

0
33182
Foto: Policia Civil

A Polícia Civil da Bahia, em conjunto com policiais de São Paulo, desarticulou uma Organização Criminosa apontada como autora da morte do delegado baiano Marco Torres, que teve o corpo carbonizado dentro de um veiculo Hilux, próximo ao Distrito de Sussuarana, na Bahia.

 

A operação ocorreu nesta sexta-feira (27) e a Polícia Civil divulgou o relatório da força tarefa, onde os bandidos estavam homiziados e após dois dias de diligências em São Paulo, foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva e busca e apreensão. Conduzido:  JÚLIO CARLOS PEREIRA ROCHA, que possui uma vasta ficha criminal e considerado pela polícia como um homem de alta periculosidade, infrator da lei penal e investigado pela (DRACO), ele é apontado junto com outros autores, como integrantes de uma organização criminosa responsável pelo sequestro do gerente do Banco do Brasil no último dia (09) do corrido mês, no município de Barra da Estiva, sendo que o ato do cumprimento de sua prisão, o criminoso resistiu e foi alvejado, sendo socorrido e aparentemente, passa bem confessando ser coautor do crime e apontou a residência onde está: TALLES DEIVISON SOUZA LELIS, que também consta mandado de prisão preventiva em aberto em seu desfavor, apontado como coautor no homicídio qualificado que vitimou o Delegado Marco Torres. O criminoso resistiu à voz de prisão e, após intenso tiroteio, foi alvejado e não resistiu aos ferimentos morrendo no local.

Um dia antes na mesma operação a polícia prendeu GUILHERME FRAGA, em Montes Claros-MG, acusado de ter participado do referido crime.

De acordo com a polícia esta associação criminosa atua em vários estados e é a principal suspeita pela morte do Delegado Marco Torres, fato ocorrido em (12) de abril, em um município próximo a Barra da Estiva, queimando seu corpo e o veículo que conduzia.

A operação contou com a força tarefa das equipes unidas da: DRACO (Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas), DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e GARRA (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) lotados dos estados da BAHIA e SÃO PAULO.

 

 Da Redação: Rafa Nunes