A Petrobrás anunciou nesta terça-feira (01) que irá mudar a política de distribuição de gás às distribuidoras e isso poderá provocar diretamente um aumento de aproximadamente 4% no valor do gás de cozinha.
A Petrobras explica que os gastos com a logística para conduzir o gás até as distribuidoras orçam alto para a estatal que acaba arcando com gastos que deveriam ser da respectiva distribuidora. Uma das partes logísticas utilizadas pelas distribuidoras são os tanques de armazenagem da petrolífera que estocam o gás.
A região que mais sofrerá com o aumento será a região nordeste, segundo reportagem da Folha. A média é que o gás de cozinha aqui no nordeste tenha um aumento de aproximadamente R$ 2,15. Atualmente o preço do gás de cozinha na região nordeste varia de R$ 50,00 a R$ 70,00 a depender da região.