Governo bate a meta fiscal mas com um rombo negativo histórico

O Ministro da Fazenda Henrique Meirelles comemorou a meta alcançada de não ultrapassar os R$ 170,5 bilhões

0
158
Foto|Reprodução

Inicialmente é paradoxal entender como as contas do governo que fecha com o pior rombo fiscal dos últimos anos é enquadrada dentro da meta do presidente Michel Temer (PMDB). O governo fechou 2016, conforme anunciado nesta segunda-feira (30), com um rombo de R$ 154,25 bilhões o que corresponde a 2,4 % do Produto Interno Bruto (PIB). A queda na arrecadação promovida pela crise econômica projetou o país para este resultado que se repete em três anos consecutivos.

Mesmo assim o governo conseguiu ficar dentro de sua meta, posto que, em maio do ano passado o Congresso aprovou um déficit de até R$ 170, 5 bilhões. O Ministro da Fazenda Henrique Meirelles comemorou a meta alcançada de não ultrapassar os R$ 170,5 bilhões e o fato de ficar bem abaixo deste teto. Com esse valor do teto dos gastos o país poderá a produzir um superávit primário que irá crescendo gradualmente.

Este montante, conforme previsão do governo, anunciado em maio do ano passado, engloba um montante de R$ 56 bilhões nos chamados “riscos fiscais.

Deixe comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui