Na manhã desta quinta-feira (26) uma operação denominada de “Operação Eficiência” da Polícia Federal, continuidade da Operação Lava Jato,  focou no estado do Rio de Janeiro nos empresários Eike Batista e o seu ex-braço direito e vice-presidente de futebol do Flamengo Flavio Godinho. A PF não encontrou o empresário Eike Batista, que, supostamente, estava viajando para Nova York. O vice – presidente de futebol do Flamengo Godinho já se encontra preso na sede da Polícia Federal.

Outros nomes foram investigados na Operação e a PF cumpriu quatro mandados de prisão, sendo ao todo nove mandados. O esquema, segundo a PF, consistia em pagamento de propina ao governador Sérgio Cabral e era orquestrado pelo empresário Eike Batista que cuidava de contratos com empreiteiras.

A PF já pediu um mandado de prisão internacional a Interpol para que o mesmo seja extraditado.