A Polícia Federal indiciou Luís Inácio Lula da Silva (71) em mais um inquérito em que ele é acusado de corrupção passiva.

O ex-presidente é acusado de participar de um esquema que beneficiou montadoras em troca de pagamento ao Partido dos Trabalhadores.

Além de Lula ainda foram indiciados ex-ministros Gilberto Carvalho e Erenice Guerra e os empresários Carlos Alberto de Oliveira Andrade, da empresa Caoa, e Paulo Ferraz, ex-presidente da Mitsubishi e mais 8 pessoas.