Nesta quinta-feira (13) o ex-presidente e maior líder do Partido dos Trabalhadores Luís Inácio Lula da Silva (70) tornou-se réu em mais um inquérito da Operação Lava Jato. Desta vez o inquérito em que Lula responde como réu também envolve o empresário Marcelo Odebrecht em que juntos, segundo a denúncia, ambos cometeram corrupção e lavagem de dinheiro em contratos da Odecbrecht com uma empresa do parente de Lula de nome Taiguara Rodrigues.

A decisão foi do juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Vallisney de Souza Oliveira, que acata a denúncia do Ministério Público Federal. Existem outros dois inquéritos na Operação Lava Jato em que Lula aparece como réu acusado de tentativa de impedir a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e de ter recebido benefícios da OAS como a reforma do apartamento do Guarujá.

O instituto Lula não enviou nenhum comunicado até o fechamento desta matéria. A assessoria de Luís Inácio Lula da Silva também não se manifestou a respeito das denúncias.