Com direito a sofrimento, pênalti perdido na prorrogação e definição nas penalidades depois de empate em 1 a 1 no tempo normal contra o Junior Barranquilla, mesmo placar do jogo de ida, o Atlético Paranaense conquistou pela primeira vez o título da Copa Sul-americana ao fazer 4 a 3. O público na Arena da Baixada foi recorde, com 40.263 pessoas empurrando o Rubro-Negro, mas também vivendo muita tensão.

Impondo seu ritmo desde o começo da partida, o Furacão encontrou seu gol aos 26 minutos do primeiro tempo, com Pablo, que recebeu de Raphael Veiga e tocou na saída do goleiro para abrir a contagem. Depois do intervalo, Téo Gutiérrez, de cabeça, aos 12 minutos, deixou tudo igual.

O Rubro-Negro se junta a Internacional, São Paulo e Chapecoense como brasileiros campeões da competição e, além da vaga da fase de grupos da Libertadores da América, ainda disputarão a Recopa contra o River Plate.

ATLÉTICO PARANAENSE (BRA) 1 (4) X (3) 1 JUNIOR BARRANQUILLA (COL)

Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)
Data: 12 de dezembro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Público: 40.263 torcedores
Renda: R$ 2.084.560,00
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Rios (Chile)
Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (Chile)
Árbitros de vídeo assistentes: Piero Maza (Chile) e Carlos Astroza (Chile)
Cartões amarelos Jonathan e Wellington (Atlético-PR); Yony González, Narváez, Gómez e Piedrahita (Junior)

Gols
ATLÉTICO-PR: Pablo, aos 25 minutos do primeiro tempo
JUNIOR: Téo Gutiérrez, aos 12 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Santos, Jonathan, Léo Pereira e Thiago Heleno e Renan Lodi, Bruno Guimarães, Lucho González (Wellington) e Raphael Veiga; Nikão (Bergson), Marcelo Cirino (Rony) e Pablo (Marcinho).
Técnico: Tiago Nunes

JUNIOR: Viera, Fuentes, Rafael Pérez, Marlon Piedrahita e Jefferson Gómez (Ávila); James Sánchez (Yony González), Luis Díaz, Jarlan Barrera (Moreno) e Víctor Cantillo; Luis Narváez e Téo Gutiérrez
Técnico: Julio Comesaña

foto reprodução internet

Por Léo Dourado / Fonte Gazeta Esportiva