Palocci é preso na 35ª Fase da Lava Jato

0
1997

Na manhã desta segunda-feira (26) a Polícia Federal deflagrou a 35ª Fase da Operação Lava Jato e cumpre mandados judiciais de prisão temporária, busca e apreensão e condução coercitiva. Três prisões já foram realizadas desde o início da manhã, o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci (PT) foi uma das primeiras prisões. Ainda foram presos o ex-secretário da Casa Civil Juscelio Antônio Dourado e Branislav Kontic ex-assessor de Palocci na campanha de 2006.

Nas investigações da 35ª Fase da Lava Jato a Polícia Federal investiga a relação entre o Grupo Odebrechet e Palocci. As investigações e o Ministério Público Federal conseguiram evidências de recebimento de propina por parte de Palocci e Branislav da respectiva empresa oferecendo em troca privilégios nos processos licitatórios e demais que envolviam a empresa. Este favorecimento em troca de propina teria ocorrido entre os anos de 2008 e 2013. As propinas eram pagas ao Partido dos Trabalhadores (PT) e a Palocci e o MPF acredita que o valor ultrapasse a cifra dos R$ 128 milhões.

Palocci aparece nas delações de Paulo Roberto Costa – ex-diretor de abastecimento da Petrobras – que afirmou ao MPF e a PF que em 2010 o doleiro Alberto Youssef lhe solicitou R$ 2 milhões da cota do Partido Progressista (PP) para a campanha de Dilma Rousseff e que este teria sido uma intervenção direta de Palocci.