Imagem ilustrativa

Os candidatos que fizeram a edição do ano passado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017) vão poder ver suas notas na manhã desta quinta-feira (18). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o resultado será divulgado a partir das 11h desta quinta, depois da entrevista coletiva da presidente do Inep, Maria Inês Fini, e do ministro da Educação, Mendonça Filho. Ainda segundo o Inep, devem ser divulgadas também as notas máximas e mínimas em cada prova objetiva, e detalhes sobre as notas da prova de redação.

A vista do espelho da redação, usado para fins pedagógico, não será divulgada nesta quinta. onsulta individual pela internet

A nota do Enem 2017 só pode ser consultada individualmente. Para isso, os candidatos que fizeram o exame devem acessar a Página do Participante e incluir seu CPF e a senha cadastrada.

Por meio do sistema, os candidatos usam a nota do Enem 2017 para pleitear uma vaga em uma universidade pública que tenha aderido ao Sisu. Serão 130 instituições no Brasil – 30 estaduais e 100 federais -, que ofertarão 239.601 vagas na graduação.

Para participar, é necessário ter tirado nota acima de zero na redação do Enem 2017. Como nos anos anteriores, cada candidato poderá se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar. Também é necessário definir qual a modalidade no qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

Mesmo que o candidato faça sua inscrição no dia 29 de janeiro, ele poderá alterar suas opções até as 23h59 do dia 1º de fevereiro. O sistema mostra, a cada dia, uma nota de corte parcial, baseada nas notas das pessoas que já se inscreveram até o momento naquele curso.

Resultados e matrícula

Os resultados serão publicados no dia seguinte ao término das inscrições, 2 de fevereiro. Os aprovados deverão efetuar a matrícula nos dias 5, 6 e 7 de fevereiro de 2018.

Só será possível confirmar a vaga caso o estudante apresente seus documentos corretamente na instituição de ensino na qual foi aprovado.

 

Da Redação: Rafa Nunes

Fonte: G1