Foto: SECOM/BAHIA/ IMAGENS ILUSTRATIVAS

Neste mês de novembro e em dezembro, o Governo do Estado vai inaugurar quatro policlínicas que vão atender a cerca de 2 milhões de pessoas dos municípios Guanambi, Jequié, Irecê, Teixeira de Freitas e o entorno dessas cidades, com serviços especializados e exames de alta complexidade. Em todas as unidades, o atendimento será feito através de agendamento realizado nas secretarias da Saúde dos municípios.
A primeira policlínica será inaugurada no próximo dia 17, em Teixeira de Freitas, para atender a região do extremo sul. Em 24 de novembro, será a vez da população de GUANAMBI e municípios do seu entorno receber a nova unidade que vai ampliar e dinamizar o sistema de saúde. Já as policlínicas de Irecê e Jequié serão entregues nos 21 e 22 de dezembro, respectivamente

COMO SER ATENDIDO:
As policlínicas não atendem urgências e emergências ou outros tipos de demanda espontânea. O atendimento é feito através de um agendamento pelas Secretarias da Saúde dos municípios que fazem parte do Consórcio que administra a unidade.

Passo 1:

O paciente passa por uma consulta em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) no seu município ou procura a Secretaria Municipal de Saúde
Passo 2: 
Médicos identificam a necessidade de o paciente realizar uma consulta com especialista, exames como tomografia ou raio-x, ou procedimentos de média complexidade, como biópsia, pequenas cirurgias e cuidados com o pé diabético, por exemplo.
Passo 3: 
A Secretaria Municipal de Saúde agenda o atendimento do paciente na Policlínica Regional de Saúde.
Passo 4:
Caso a policlínica não esteja localizada no município em que o paciente reside, ele será encaminhado até o município vizinho em um dos micro-ônibus especiais que farão o deslocamento dos pacientes dos municípios consorciados.

É importante saber que todo paciente encaminhado para as policlínicas deverá permanecer em acompanhamento com a Equipe de Atenção Básica de seu município.

Foto: SECOM/BAHIA
Foto: SECOM/BAHIA
Foto: SECOM/BAHIA
Foto: SECOM/BAHIA

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: ASCOM/BAHIA