Todo mundo tem ou já teve um apelido não é verdade? Alguns são carinhosos e outros nem tanto, pois, os apelidos podem caracterizar uma condição física ou episódio na vida de alguém. O fato é que está intrínseco na alma do brasileiro apelidar as pessoas, sejam conhecidas ou não! A diversidade de apelidos é outra curiosidade peculiar do povo desta terra tupiniquim e, que, talvez, seja um patrimônio cultural de nosso povo. Esta inclinação a apelidar pessoas é tão forte que muitas crianças são apelidadas logo que nascem e pelos próprios pais.

Diante desta popularidade cultural dos apelidos resolvemos listar os cinquenta apelidos mais comuns no país. Deste modo, descobrimos que dos mais carinhosos aos mais esdrúxulos os apelidos fazem parte de nossas vidas e contam histórias. É importante que tenhamos em mente que apelidos maldosos que fazem alusão à condição física podem soar como bullying, preconceito racial e até religiosos! Mas na maioria dos casos os apelidos são consentidos e, por mais que o apelidado não goste no começo, sempre acaba acostumando e aceitando! A verdade é que existem milhares de apelidos, porém, os cinquenta mais comuns que conseguimos listar vocês já ouviram alguma vez, inevitavelmente.

Quando se recebe um apelido a dificuldade de se livrar dele é pior que se livrar de um enxame de abelhas te perseguindo. Todo mundo acha mais fácil decorar o apelido que o nome e, pasme, mas muitos amigos de infância não sabem o verdadeiro nome um do outro. Vamos enumerá-los a partir de então com algumas rápidas, possíveis, explicações para estes respectivos apelidos.

Zé – (como é de se presumir ele resume o nome José ou ainda caracteriza alguém aparentemente ingênuo).

Galego – (este apelido pode ser a caracterização de pessoas loiras ou bem brancas).

Mané – (caracteriza pessoa aparentemente ingênua ou simplesmente a abreviação popular de Manoel).

Bahia – (este é um dos mais comuns, sobretudo, na região sudeste, sul e centro-oeste e como se presume indica pessoa nascida na Bahia ou que de lá migrou).

Biu – (muita gente que tem esse apelido não tem nada a ver com o nome de fato, mas acredita-se que pode ser devido a um seriado americano conhecido por Búfalo Bill que fez muito sucesso nas décadas de 70 e 80).

Tião – (este apelido já caracteriza logo pessoas que se chamam Sebastião ou simplesmente pelo fato de ser nordestino).

Dora – (mulheres com nomes de Doralice, Dorotéia, entre outros nomes recebem este apelido abreviado).

Bal – (um dos apelidos mais comuns é o de Bal, mas difícil é saber por que pessoas com nomes tão diferentes são chamados de Bal).

Jota – (quase todas as pessoas que iniciam os nomes com a letra “J” acabam recebendo o apelido de Jota, entre eles Joaquim, Jurandir, João, Joalber, entre outros).

Carioca – (retrata pessoas do Rio de Janeiro, mas também pode indicar pessoas que usam bem o chamado “jeitinho brasileiro”).

Dedé – (outro apelido que é muito comum é o apelido de Dedé, este por sua vez, surge de nomes derivados da letra “D” ou por ser considerado carinhoso).

Chica – (na região nordeste é mais comum este apelido que identifica mulheres como nomes de Francisca o mesmo ocorre com homem que são chamados de Chico, Chuquinho, entre outros).

Piu – (muita gente com nomes diferenciados recebem o apelido de Piu, mas este apelido às vezes caracteriza pessoas com certa fragilidade).

Zaroinho – (muito característico de pessoas com alguma deficiência visual e, na maioria das vezes a pessoa sequer se incomoda, acaba acostumando).

Bode – (este apelido é estranho, mas muitas pessoas possuem este apelido, embora as razões sejam variadas fica difícil catalogar uma sequer).

Gaguinho – (quase todo mundo que sofre deste distúrbio da fala (gagueira) acaba recebendo este apelido que às vezes só dura na infância, mas na maioria pela vida toda).

Chico – (todo mundo conhece alguém com esse apelido, aliás, está nesta lista devido ser muito comum e caracteriza pessoas com nome de Francisco ou simplesmente por ser nordestino).

Cabeção – (não precisa nem explicar o motivo para este apelido, mas já se presume que seja alguém com formação do crânio um tanto quanto maior).

Morcego – (eu particularmente já conheci umas dez pessoas com este apelido de morcego e, sabe-se que ele é devido ao apelidado ter orelhas grandes e lembrarem morcegos pendurados de cabeça para baixo).

Zeca – (quantos Zecas não conhecemos por ai e é uma abreviação de José ou Jessé).

Betim – (este apelido caracteriza uma abreviação de nomes como Berto, Bartolomeu, entre outros, mas também pode ser uma criança sapeca).

Gaúcho – (muito comum entre caminhoneiros acabou se tornando mais que a origem de alguém, ou seja, do Rio Grande do Sul, mas faz alusão a pessoas homossexuais, numa espécie de brincadeira).

Boi – (este apelido possui uma peculiaridade que somente pessoas traídas e os bovinos possuem: o chifre não é mesmo?).

Maguila – (este apelido pode identificar uma pessoa extremamente raquítica e é um sarcasmo desta condição física ou bastante ignorante, nas duas formas lembrando o pugilista Maguila).

Chumbinho – (muito parecido com o exemplo anterior, mas faz sarcasmo com o fato de ser leve demais).

Bigode – (muitas pessoas recebem este apelido devido ao fato de não possuírem bigode nenhum ou por possuírem, nas duas formas caracteriza).

Japa – (este apelido caracteriza alguém com descendência nipo-brasileira ou que tenha aparência parecida).

Nego – (embora para algumas pessoas soe como preconceituoso, este apelido é aceito e até difundido por pessoas de cor negra e considerado normal entre estes).

Dão – (este apelido é uma abreviação do nome Adão e é bastante comum).

Irmão – (praticamente todo evangélico ou que professa essa fé é chamado no local de trabalho, escola e demais lugares com esse apelido e o acompanha até a igreja, pois, lá também uns chamam aos outros de irmão).

Fofão – (já vi diversas pessoas com este apelido devido ao fato de serem obesas ou um poquinho acima do peso).

Chimbica – (muito característico do nordeste este apelido indica pessoa destrambelhada ou popular).

Dema – (quase todo mundo que tem como nome Valdemar possui este apelido).

Bia – (dar-se-á este apelido a mulheres com nome de Maria e é o mais comum entre as mulheres).

Lula – (no nordeste é um dos apelidos mais comuns, pois, a maioria dos pais colocava o nome dos filhos de Luiz, sobretudo, em homenagem ao rei do baião e a abreviação popular é Lula).

Beto – (o apelido de Beto é também muito popular e é abreviação de vários nomes como Roberto, Alberto entre outros).

Val – (quando se apelida alguém de Val a lista de nomes que entram nesta abreviação não cabe neste artifo, mas entre eles destacam-se Valcy, Valdeir, Valdete, Valmir, entre muitos).

Jacaré – (este é um dos apelidos que até hoje fica difícil definir o que de fato quer caracterizar, mas muita gente possui este apelido).

Colorado – (este apelido geralmente é usado para pessoas do Rio Grande do Sul, estado do Internacional, time chamado de Colorado).

Teté – (diversas pessoas recebem esse apelido dado a quantidade de nomes que podem ser abreviados).

Motor – (devido a trabalharem em oficinas muitas pessoas recebem apelido de motor, mas outra grande parte, maioria, que recebe esse apelido não trabalha com oficinas e recebem este apelido por motivos diversos).

Sol – (apelido bem comum para pessoas com nomes de Solange, Soraia, Solineusa, Sonéia, entre outras).

Binho – (de todos até aqui acredito que depois de Zé este seja um dos apelidos mais comuns, pois, na década de 90 ouve uma explosão de nomes como Robson, Bruno entre outros com a letra B e são abreviados no diminutivo).

Kinca – (pessoas com nomes de Joaquim recebem muito este apelido, mas ocorrem casos em que o apelido nem corresponde à abreviação do nome).

Tartaruga – (este apelido com característica animal é mais um dos muitos que se popularizaram e caracteriza indivíduo lento no fazer atividades no dia a dia).

Playboy – (ouve uma época que este era estilo de vida, vestir, agir, caracterizava filho de rico, mas foi se popularizando e se tornou apelido comum).

Roberto Carlos – (o cantor mais popular e famoso do Brasil inspirou o apelido devido a caracterizar todo mundo que se mete a ser cantor).

Dani – (pessoas com nomes de Daniel são apelidadas de Dani e pode acreditar aparece como um dos mais comuns).

Tico – (este apelido comum é usado no Brasil desde o início da colonicação do país).

Lio – (outro apelido bastante comum é Lio e é abreviação de nomes como Lionel, Lindomar, Lindenberg, entre outros).