O que já estava um caos acabou tornando-se ainda pior em Salvador. As regiões do Vale das Pedrinhas – Santa Cruz e Nordeste de Amaralina estão vivenciando o terror imposto por bandidos. A morte de um traficante aumentou ainda mais o medo e insegurança do local.

O traficante Rafael Xavier de Jesus – vulgo “Chouriço” foi morto em confronto com a polícia nesta segunda-feira (10) e desde então as represálias passaram a ser constantes. Uma informação chegou até a polícia de que os integrantes do Comando da Paz (CP) – facção criminosa que o Chouriço integrava – planejava um ataque à Base Comunitária de Segurança (BCS) de Santa Cruz.

As linhas de ônibus estavam sem trafegar na região desde o dia 06 deste mês quando numa ação da Polícia Militar quatro pessoas ficaram feridas. Os ônibus do final de linha Rua do Canal e Rio Vermelho paralisaram devido ao clima de insegurança.

Na terça-feira (11) a polícia intensificou as rondas na região e flagrou na divisa dos bairros Santa Cruz e Vale das Pedrinhas um grupo de marginais armados que abriram fogo contra os policiais. Na troca de tiros uma pessoa de nome Allison Nobre Ferreira (18) foi atingido na cabeça, porém, o tiro pegou de raspão e o mesmo não corre risco de morte. A polícia não explicou se ele fazia parte do bando ou se passava pelo local.

Um repórter correspondente do Minuto Bahia que reside em Vale das Pedrinhas afirmou a nossa equipe que existe, inclusive, uma espécie de toque de recolher imposto pelos traficantes. “(…) eu estou saindo às 4hs da madrugada para trabalhar, mas os traficantes não permitem, pois, somente às 5 que podemos sair, diante disso estou dormindo na casa de uma tia do outro lado da cidade para conseguir chegar ao trabalho” afirmou o repórter.