Já são 18 pessoas diagnosticadas com uma doença, ainda não identificada, na Bahia desde o último dia 02 de dezembro. Caracterizada por dores musculares e urina preta, esta enfermidade está sendo estudada por representantes da Sesab e da Fundação Oswaldo Cruz.

Alguns especialistas acreditam que a fonte do problema seja uma espécie de peixe denominada de “olho-de-boi”. As pessoas diagnosticadas tinham em comum o fato de terem se alimentado do respectivo peixe antes de apresentarem os sintomas.

Em entrevista a um site local o presidente da Associação de Pescadores de Guarajuba e Monte Gordo – Raimundo da Cruz – afirmou que o motivo para estes sintomas é a venda do peixe com formol. O mesmo explicou que pescadores clandestinos vendem o peixe com formol para conservar por mais tempo e manter a aparência de que foi pescado recente. Outro fator da utilização do formol é enganar o comprador afirmando ser um peixe diferente.

As explicações oficiais e técnicas deverão sair nos próximos dias após as avaliações feitas pelos especialistas e a divulgação dos laudos.