Divulgação Internet

Esse é o segundo caso de problemas relacionado à carne de aves em 2018 no Brasil. Na última semana a União Europeia embargou a importação de frango de 20 frigoríficos brasileiros, 12 deles da gigante do ramo, a BRF. A justificativa é que o produto brasileiro não se adequava às exigências sanitárias do bloco econômico.

 

A decisão da União Europeia foi tomada após a deflagração da terceira fase da operação Carne Fraca, realizada pela Polícia Federal, e batizada de “Trapaça”. Nela, a PF constatou que alguns frigoríficos brasileiros fraudavam os resultados de exames e testes para a presença da bactéria da salmonela, presente na flora intestinal do frango, e que, em alguns casos, pode causar a morte em humanos.

O ministro Blairo Maggi respondeu à decisão informando que o embargo não se baseava em questões sanitárias, mas sim uma medida protecionista por parte da UE. Em resposta, o ministro afirmou ainda que irá abrir um painel contra o bloco na Organização Mundial Comércio para reverter o panorama.

 

Da Redação: Rafa Nunes

Reportagem: Raphael Costa