O empresário Eike Batista foi preso por agentes da Polícia Federal por volta das 10 horas desta segunda-feira (30) logo após desembarcar no aeroporto internacional Tom Jobim (Galeão) no Rio de Janeiro. O empresário teve sua prisão decretada no âmbito da Operação Lava Jato enquanto estava nos EUA em Nova York.

Entenda o caso

Eike Batista foi delatado por dois doleiros que disseram aos delegados da Polícia Federal na Operação Lava Jato, que ele havia pago US$ 16,5 milhões ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, em propina. Este valor é aproximadamente R$ 52 milhões.

Numa única declaração Eike afirmou que: “(…) (estava) voltando para responder à Justiça, como é (seu) dever”.

O empresário deverá ser levado para o presídio Ari Franco no bairro de Água Santa no Rio de Janeiro. Este presídio possui superlotação.