Paolo Guerrero está liberado para defender a seleção peruana na Copa do Mundo.

O atacante, condenado pelo TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) a cumprir 14 meses de suspensão pelo doping causado por um metabólito de cocaína, encaminhou o caso para a Justiça Comum da Suíça, que concedeu efeito suspensivo ao jogador, justamente na última instância antes do Mundial na Rússia.

O Tribunal Federal da Suíça (TFS) divulgou comunicado nesta quinta-feira confirmando a liberação do capitão da seleção peruana para disputar o Mundial da Rússia.

Como o órgão fala em efeito suspensivo superprovisório, pode ser que o atacante ainda precise cumprir o restante da punição após a Copa.

Também nesta quinta, o TAS comunicou que não se opunha ao recurso de Paolo no TFS.

por Léo Dourado

foto reprodução